Buscar
  • Rafael Bruxellas Parra

UM SONHO DE AEROPORTO


Foto disponível em: https://www.google.com.br/amp/s/www.aeroflap.com.br/daesp-inicia-acoes-para-revitalizar-aeroportos-de-barretos-e-franca/amp/


Ter um aeroporto funcional em nosso município é um sonho que por alguns momentos deixou de ser realidade, mas nunca, o suficiente para que o sonho se concretizasse.

Houve épocas em que Franca possuía voos diretos, até mesmo para Santa Terezinha do Araguaia (MT). Nos últimos anos, porém, infelizmente, em nosso aeroporto só têm funcionado pequenos voos fretados, de companhias privadas, e os hangares para guardar os aviões.


Todavia, é preciso ser justo e dizer o que ainda mantém vivo o sonho do aeroporto funcional em nossa urbe: o Aeroclube de Franca. Fundado em 1939 pelo então prefeito Dr. João Ribeiro Conrado, foi ele também seu primeiro presidente.


O Aeroclube de Franca acabou de fazer 80 anos de idade na semana passada (09/11/2019), considerado uma instituição reconhecida em todo o Brasil como formadora de pilotos, que chegaram a várias companhias aéreas, como Vasp, Tam, Gol, dentre outras. O clube possui, além dos cursos teóricos e práticos para a formação de novos pilotos, simulador de voo IFR, voo panorâmico e hangaragem com monitoramento 24 horas.

Há quem diga que não há necessidade alguma de um aeroporto funcional na região, visto que o aeroporto Leite Lopes (Ribeirão Preto) fica a exatos 88 km de nossa cidade. Eu, particularmente, penso que Franca precisa ocupar seu espaço enquanto polo regional. Um aeroporto funcional seria de grande importância para isso, por pelo menos três motivos:


● Facilitaria a vinda de novos investidores para o município.


● Aumentaria o fluxo da economia, por meio do comércio e do turismo, uma vez que cidadãos das cidades vizinhas passariam a utilizar Franca como âncora para viagens às demais cidades.

● Auxiliaria o município e o povo francano na sua autonomia em relação a Ribeirão Preto.


Este ano, tivemos novidades nesse sentido. O DAESP (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo) anunciou, em 30/09/2019, que o aeroporto de Franca passará a realizar voos comerciais com destino a Congonhas. Os voos inicialmente serão operados por aeronaves de pequeno porte da empresa TwoFlex, para até nove passageiros.


A operação faz parte de um plano de ampliação da malha aeroviária no Estado. Nosso aeroporto estará entre os 21, pertencentes ao Estado, que devem ter modelo de gestão alterado para privatização, concessão ou parceria público-privada (PPP).


O preço das passagens, em torno de R$400,00 reais para se chegar em São Paulo, com viagem de aproximadamente três a quatro horas entre embarque, deslocamento e desembarque , não é muito convidativo, mas pode-se considerar algum começo. Importante seria ter voos para as demais capitais do País, como Brasília, Rio de Janeiro, Curitiba, Manaus, etc.

Eu, infelizmente, ainda não tive tal oportunidade: de voar de nosso aeroporto; mas espero ainda um dia vê-lo funcionando, com a experiência dos pilotos formados em nosso Aeroclube.

Rafael Bruxellas é empresário, sócio diretor da empresa KOI e colunista do Jornal Verdade. Também foi Diretor Regional da rede Tekstudio em Brasília-DF.

24 visualizações

PRA ONDE

FRANCA VAI?

Rafael Bruxellas

Empresário e sócio diretor da

empresa kOI

Copyright © 2019 Rafael Bruxellas. Todos os direitos reservados